top of page

A casa dos espíritos

Imagine que toda a sua vida está compilada em vários diários escritos principalmente por sua vó que é praticamente uma vidente?!


Na verdade, essa é a história da família Trueba e Garcia, que acabam se embricando e tornando-se uma só.


O nome da obra é “A Casa dos Espíritos” da escritora Isabel Allende. Esse é o meu livro favorito da vida e vou te contar um pouco dele.


Primeiro que é um romance histórico que dá muita munição ao leitor para imaginar como realmente foi essa história. A autora consegue trazer para a vida de Clara, Esteban, Blanca, Jaime e Alba, principalmente, toda uma narrativa completa dos motivos e razões para chegarem onde estão.


É um realismo mágico maravilhoso! Cheio de contos selvagens, saleiros que voam, mesas de três pernas que balançam e fantasmas que andam pela casa. Em nenhum momento você fica assustado, apreensivo, sim, mas jamais assustado.


É uma escrita tão fluida, tão bem feita que quando acaba, dá vontade de chorar pelo fim. Apesar de ser uma obra ficcional, A Casa dos Espíritos ajuda a entender o que se passou no Chile no começo do século XX até a derrocada da democracia com o golpe ditatorial. Toda a decadência e os contrapontos desse golpe são registrados e é possível sentir de verdade os conflitos dessa família que tem revolucionários e ditadores que dormem no mesmo teto.


É uma disputa de narrativa que escancara a desigualdade sociais, as violências do patriarcado, as falcatruas e as mentiras por poder. Mas além disso: traz o singelo e o afeto de avós, mães e netas que se amam, se amam tanto que passam a cada geração esse amor e essa vontade de não desatarem os nós e continuarem a registrar toda essa trajetória. Vale cada linha!


Cinco de cinco na escala Meus dois centavos!



Comments


Olá, que bom ver você por aqui!

Sou um parágrafo. Clique para adicionar o seu próprio texto e editar. Sou um ótimo espaço para que seus usuários saibam mais sobre você.

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Pinterest
bottom of page