top of page

Comendo biscoitos com Ted Lasso

Gosto muito de biscoito amanteigado.

De início, gostaria de deixar claro que amo a série Ted Lasso. Acho incrível como há um desenvolvimento em relação às emoções e relacionamentos, como isso é abordado num time de futebol e como os personagens passam a ser importantes (até mais) que o próprio protagonista.


Mas queria trazer alguns outros pontos que me pegaram forte desde a primeira temporada, começando pelo fato de que, mesmo amando o Ted, tenho que admitir que ele é um homem que abandonou o próprio filho para, em tese, salvar o casamento.


Um filho pré-adolescente ficou a mercê da vontade unilateral de um pai - isso é bem real, claro. Porém, vejo que esse é um dos pontos agridoces que faziam com que eu respeitasse o personagem, mas colocava essa pitada complexa que poderia ter sido melhor aprofundada no decorrer da trama.


Ninguém contestou a escolha dele, porque sempre era retratado como uma maneira de melhoria da vida em conjunto, tanto dele, do filho e também da esposa. Como se dar um tempo no casamento significasse se mudar para um outro continente (literalmente) e começar do zero, mesmo com o pensamento “em casa”. Mas isso não impacta a experiência completa da série, que é gostosinha demais de assistir. Só queria trazer esse ponto mesmo. Meu primeiro centavo sobre o tema.


Meu outro ponto e esse sim me pegou ainda mais, porque tenho certeza que não era esse o objetivo do roteiro, é que uma das minhas personagens favoritas, Rebecca, sempre é vista comendo. Sempre. Seja em casa, num restaurante ou café e principalmente de manhã quando Ted levava o biscoito amanteigado para começar uma conversa fácil ou difícil.


Pode parecer sutil, mas me impactou de uma forma tão boa ver uma mulher segura de si mesma, batendo um pratão e comendo doce às 9h da manhã que me fez gostar ainda mais do show por mostrar um mundo que pode ser mais leve sobre esse assunto. Fiquei pensando em quantos filmes e séries há uma retratação esdruxula de consumo de álcool, cigarros e bebidas e como a alimentação é retratada, diversas vezes, de forma compulsória, vergonhosa e mentirosa. Principalmente quando se trata de mulheres.


Reassistindo algumas séries dos anos 90 e 2000 isso fica ainda mais nítido. No caso, estou falando de criações mais voltadas para jovens mulheres mesmo, o que não acho que seja o caso de Ted Lasso. Revendo Sex and the City e Gossip Girl também não é mencionado diretamente a alimentação em si e é obvio que ambas as sérias não são parâmetro para tal. Mas todas as vezes que vejo a Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda num restaurante, todas elas estão comendo salada. Em GG não é diferente.


Às vezes há algo como um brunch, mas as personagens são vistas dando garfadinhas pequeniníssimas em pedaços de bolos magistrais. Sem falar na questão do estereótipo também das duas séries de quando mulheres estão passando por um término estarem bêbadas, com uma blusa suja da faculdade, fumando um cigarro e chorando vendo Bonequinha de Luxo (menos a Blair, que nunca estaria suja ou fumando rs, mas também não estaria comendo uma pizza velha).


Falando de séries deste decênio, fico mais aliviada em ver como esse assunto é retratado de forma natural e menos clichê. Mesmo sabendo que adolescentes de agora estão tão sujeitas a passar por problemas de autoimagem quanto adolescentes de décadas atrás, talvez as identificações tenham mudado, mesmo que seja pouco.


Fico feliz de ver mulheres de todos os tipos nas novas produções tele dramatúrgicas comendo uma refeição que a sustente de verdade e em contextos bem mais reais. E mais, no caso da Rebecca, a comida é um traço de aprimoramento afetivo com o próprio Ted e muita das vezes ela é isso também na vida real. Espero de verdade que as gerações mais novas tenham mais ingerência sobre o assunto e também mais apoio e identificação - e, porque não, menos transtornos alimentares.



É só um biscoito amanteigado, mas não um mero biscoito, entende?!

Comments


Olá, que bom ver você por aqui!

Sou um parágrafo. Clique para adicionar o seu próprio texto e editar. Sou um ótimo espaço para que seus usuários saibam mais sobre você.

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Pinterest
bottom of page