top of page

Quais são as palavras que usaram pra te apagar?

“O raio de Iansã sou eu

Cegando o aço das armas de quem guerreia

E o vento de Iansã também sou eu

Santa Bárbara é santa que me clareia”


Difícil. Imagine ficar três horas tentando amarrar um cadarço, sem sucesso. Agora, imagine ficar por três horas tentando amarrar um cadarço quando se tem 4 anos.

Uma obstinação inumana. Muito adulta, pouco pueril. Uma vontade imensa de comer o mundo. De fazer o chão tremer. De mudar o futuro. De não precisar pedir à mãe para amarrar os cadarços. E muito porque a mãe nunca estava lá. Mal sabia a cor dos sapatos da menina. 

O que são três horas na vida de alguém? Uma tarde tomando banho de chuva, uma manhã assistindo TV, um cochilo tranquilo no fim de semana… uma tentativa infinita de emancipação quando se aprende a amarrar os cadarços sozinho. 

Primeiro são os cadarços, depois aprendo a demolhar o feijão, aprendo que o sal não vem com a casa - quem mora com os pais têm a mania de achar que o sal nasce na despensa, que não precisa ser comprado. Mas eu morava com os pais e sabia que tinha que comprar o sal.

A autossuficiência veio à base do esforço hercúleo em “não atrapalhar”. Quando um filho nasce, nasce a aporrinhação. Não há outra maneira. Só lembro de estar sentada no batente da porta, tentando e tentando, fazendo ora nós, ora laços.

E essa mesma obstinação me fez ser pontual, maciça, direta, aguda e afiada. Difícil aos olhos alheios. Sagaz aos meus. Dobrei os meus dedos, molhei a minha língua, treinei o meu olhar, mas fiz como fiz com meus cadarços: domei-os. 

Não gostaria de ser fácil. A facilidade é muito boa, e é bonita, mas é a dificuldade que engrandece. Veja bem, não sou uma pessoa ruim, sei disso. Sou uma pessoa complexa. Sei das minhas falhas, mas, mais que isso, sei que vejo o mundo de uma forma muito peculiar. Me vejo muito maior que essa tal dificuldade. Eu sou gigante, assim como sou difícil. Mas valho cada hora de treino, cada dedo dobrado, cada língua molhada e cada olhar. 


Comments


Olá, que bom ver você por aqui!

Sou um parágrafo. Clique para adicionar o seu próprio texto e editar. Sou um ótimo espaço para que seus usuários saibam mais sobre você.

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Pinterest
bottom of page